Whistler, no Canadá, com crianças: Neve e muita diversão

por

Whistler, no Canadá, é uma pequena vila a 123 km de Vancouver. É puro charme e encantamento tanto no verão quanto no inverno. Com a maior área de esqui da América do Norte, sediou as Olimpíadas de Inverno de 2010.

Com grande rede hoteleira, restaurantes famosos e claro, toda estrutura para a prática de esportes de inverno, Whistler é diversão garantida para toda família. E como estávamos morando a poucas horas dali, não poderíamos perder a oportunidade de conhecer essa preciosidade.

PUBLICIDADE:

Como em Victoria, cidade onde morávamos, raramente neva, optamos por passar o Natal em Whistler para que as crianças conhecessem a neve em uma época mágica. Fizemos a reserva do hotel – The Marquise – no final de Julho de 2016 e já restavam poucas opções, por isso, caso esteja em seus planos passar uma temporada lá, programe-se com bastante antecedência.

Bandeira do Canadá
Bandeira do Canadá

A partir de Vancouver, são duas horas de carro/ônibus ou pouco mais, dependendo da condição das estradas (as estradas são excelentes mas quando há neve a viagem precisa ser mais lenta). Há várias opções de tours partindo de Vancouver, tanto do centro da cidade como do aeroporto:

Whistler Shuttle: Serviço de van que faz o trajeto por $69CAD (valores nov 2017) partindo do aeroporto de Vancouver e deixando você na porta dos principais hotéis de Whistler. É uma excelente opção principalmente para quem está com crianças e equipamentos de esqui.

Pacific Coach: Ônibus com partidas tanto do aeroporto de Vancouver quanto do centro da cidade. Bem confortáveis com Wi-Fi disponível. O trajeto sai em torno de $100 CAD (roundtrip adulto) $50 CAD ( roundtrip criança) do aeroporto para Whistler Village ou $115CAD (adulto, criança $62,50 CAD) para te deixar na porta de seu hotel.

Epic Rides: Pequenos ônibus que saem da Burrard Station, bem no centro de Vancouver, para Whistler Village. É uma alternativa bem mais em conta, em torno de $35 CAD roundtrip.

Além dessas opções, você também poderá alugar um carro e ir parando a cada mirante maravilhoso que há pela Sea to Sky Hwy (Hwy 99), uma das estradas mais cênicas do Canadá.

Nossa Viagem:

Viagem de ferry entre Victoria e Vancouver

Morando em Victoria, só se chega a Vancouver de ferryboat ou pelo ar – de avião ou de seaplane, pequenos hidroaviões que pousam direto na água – uma vez que a cidade fica em Vancouver Island. Como o propósito de nossas viagens é gastar o mínimo possível para possibilitar conhecer o máximo possível de lugares, lá fomos nós com duas crianças e uma big mala!

Primeiro pegamos o transporte coletivo no centro de Victoria (ônibus 70 ou 72) até chegar em Swartz Bay, porto a 50 min de Victoria de onde saem os ferries para Vancouver e para as demais ilhas da região.

Após 1h35min de travessia – com paisagens lindas por todo caminho – chegamos ao porto de Tsawwassen, próximo a Vancouver. Bem na entrada do porto pegamos o ônibus 620 e 45 minutos depois, chegamos na Bridgeport Station e embarcamos no Sky train até o centro de Vancouver (mais 20/30 min). Cansado? Ainda faltavam duas horas de ônibus até Whistler. Foi um trajeto meio trabalhoso que precisou ser bem cronometrado mas deu tudo certo e chegamos no horário certinho de pegarmos o ônibus para nosso destino final.

Construindo o boneco de neve
Construindo o boneco de neve

O ônibus da Epic Rides é bem simples, pequeno, nada de luxo nem de conforto extra e nos deixou em Whistler Village sem nenhum contratempo. Chegando em Whistler, próximo à Olympic Plaza, há um ônibus gratuito que passa próximo à entrada dos principais hotéis. Como nosso hotel era um pouco afastado da vila, nós o utilizamos todos os dias tanto para ir para a Vila como para voltar para o hotel.

Olympic Plaza: Praça central onde ficam a pista de patinação, alguns restaurantes e também local de shows noturnos e referência para pegar o ônibus que te levará para os principais hotéis da cidade

O que fazer em Whistler:

Whistler tem diversão para todos os gostos: desde os mais radicais como heli skiing (saltar de um helicóptero no cume da montanha e descer esquiando), snowboard, trenó puxado por husky siberiano, até os mais simples como deslizar em pranchas de plásticos (que podem ser alugados por $7CAD para o dia todo) pista de patinação no gelo e fazer bonecos de neve. Como somos beginners no quesito neve ficamos só nas atividades básicas.

Pranchas de plásticos
Pranchas de plásticos

Para quem (como nós) não esquia mas queremos aproveitar tudo ao máximo, uma das melhores e mais famosas atrações em Whistler é a Gôndola Peak to Peak, na qual você fará uma pequena travessia entre os dois picos, Whistler e Blackcomb, que emolduram a cidade. A 436 metros de altura e com 4.4 km de extensão esse passeio , que custa em torno de $27CAD por pessoa, lhe proporcionará belíssimas paisagens.

Gôndola Peak to Peak
Gôndola Peak to Peak
Pódio das Olimpiadas no alto de WhistlerDentro da GôndolaRio congelado lá embaixo

Quer mais aventura? Que tal um tobogã na neve? Whistler também tem! Coca Cola Tube Park é diversão pra toda família. É uma delícia escorregar na neve sobre uma boia! Mas, vá bem agasalhado e de preferência no começo da manhã quando estão todos descansados. Tivemos que esperar 45 min na fila (no tempo, de pé e com uma temperatura de 14 graus negativos!!!!!!) para começarmos a escorregar. Depois que você pega sua boia, ainda tem que subir um morrinho até chegar à esteira que te levará ao topo do tobogã. Há ingressos para uma ou duas horas de utilização da pista. Nós compramos para uma hora e foi mais que suficiente. No final, já não aguentávamos mais escorregar com tanto frio! Ingressos a partir de $17CAD.

Tobogã na neve? Coca Cola Tube Park!

Depois de gastar muita energia subindo e descendo morro e tentando se manter aquecido, nada melhor que comemorar o Natal na frente da lareira, não é? E assim foi nosso Natal em 2016. Cheers!!

Veja também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.