Farellones, Valle Nevado e Vinícola Santa Rita: Atrações imperdíveis próximas a Santiago

Está indo ao Chile  durante a  temporada de neve (junho a setembro)? Então programe-se para visitar as estações de esqui de Farellones e Valle Nevado que ficam próximas a Santiago e podem ser visitadas no mesmo dia. Mesmo que você não pratique o esqui (como nós) mas quer se divertir na neve, esse é um dos programas que não poderão faltar no seu roteiro.

O deck de um dos restaurantes em Farellones com as pistas de esqui ao fundo.
O deck de um dos restaurantes em Farellones com as pistas de esqui ao fundo.

Caso queira visitar as duas estações de esqui em um mesmo dia, saia bem cedo para que seu dia renda bastante e consiga fazer o programa sem pegar filas. Além disso, leve em conta o horário de abertura e fechamento dos parques e também  as condições do tempo e da rodovia. A estrada até Farellones é bem estreita e sinuosa (aproximadamente 40 curvas) e ainda com neve, nem cogitamos: contratamos o passeio pela  Turismo VSM Chile. Saímos bem cedinho e Mônica e Hector (VSM Chile) nos levaram até uma loja aluguel de roupas e acessórios para neve e esqui. O aluguel de roupa, bota e luvas ficou em aproximadamente R$100,00 ( valores de Junho/2016).

PUBLICIDADE:

A paisagem por todo caminho é  lindo e, principalmente se for sua primeira vez na neve, você ficará encantando. Nós combinamos com os motoristas que ficaríamos mais tempo em Farellones, já que esta estação oferece mais atividades para quem não vai esquiar. No ingresso de entrada da estação (em torno de R$100,00) já estão inclusas algumas atividades como o tubing ( tobogã na neve em que você escorrega em cima de uma boia),  tirolesa e até uma espécie de “esquibunda” no qual são utilizadas pequenas pranchas ou mini motos para escorregar montanha abaixo. E claro, pistas de esqui e snowboard e também aulas que esqui, porém esses requerem pagamento a parte.

Tubing: e aí? Vai encarar?
Tubing: e aí? Vai encarar?

Essas atividades estão muito radicais? Então faça o passeio de teleférico e aprecie a  paisagem branquinha lá do alto.

Do teleférico você terá linda vista de toda estação de esqui
Do teleférico você terá linda vista de toda estação de esqui
A paisagem vista do alto do teleférico
A paisagem vista do alto do teleférico

Depois de nos divertirmos muito fomos para a área do restaurante onde estão algumas mesas de madeira disponíveis tanto para quem faz compras no restaurante como para quem leva a própria comida. Nós levamos pães, queijos, frios, água e vinho e fizemos um excelente piquenique de frente para as pistas de esqui. Vale lembrar que no Chile é proibido o consumo de bebidas alcoólicas em locais públicos como ruas e parques mas, como estávamos na área de restaurantes, não havia restrições.

Na área dos restaurantes há mesas próprias para um bom piquenique.
Na área dos restaurantes há mesas próprias para um bom piquenique.

Após o almoço, continuamos a viagem até Valle Nevado, que fica em torno de 25 km de Farellones . A paisagem vai ficando cada vez mais linda a cada curva. Enfim, lá no alto e já no meio da tarde, chegamos ao  Valle Nevado, que é o maior centro de esqui da América Latina. Essa estação é mais indicada para aqueles que estão em busca de curtir e praticar os esportes na neve mas, mesmo assim vale muito a visita:  a estrutura do lugar é incrível e curtir o pôr do sol no alto dos Andes é inesquecível! Ficamos em torno de duas horas por lá. Há opções de restaurantes, lojinhas de souvenirs e você gastará a maior parte do seu tempo tirando milhares de fotos.

Mesmo que você não pratique o esqui, vá até Valle Nevado para conhecer o Resort que é bem bonito.
Mesmo que você não pratique o esqui, vá até Valle Nevado para conhecer o Resort que é bem bonito.
Não perca a oportunidade de assistir um lindo pôr do sol nos Andes
Não perca a oportunidade de assistir um lindo pôr do sol nos Andes

Visita a Vinícola Santa Rita

Não dá pra ir ao Chile e não visitar uma vinícola, certo? Existem várias delas bem próximas a Santiago tais como a famosa Concha y Toro, Undurraga, Santa Rita, Cousino Macul  entre outras. Se você gostar muito desse tipo de passeio, visite todas que puder porém, se não couber em seu roteiro, indicamos a vinícola Santa Rita. Além do tour pela vinícola ser bastante agradável entre belíssimos jardins, os vinhos são excelentes e você ainda poderá almoçar no restaurante Doña Paula e visitar o Museu Andino, tudo isso num só local.

O nosso tour foi conduzido por uma brasileira, a Maíra, que nos contou vários detalhes sobre os tipos de uva, processo de produção do vinho, além das incríveis histórias que aconteceram no local e fizeram com que a fazenda fosse declarada como monumento nacional.

Os belos jardins da vinícola Santa Rita
Os belos jardins da vinícola Santa Rita

A propriedade, aliás, faz parte da história da independência chilena. Conta-se que Dona Paula, a proprietária da fazenda, escondeu no porão de sua casa 120 soldados chilenos que lutavam pela independência do país e  que haviam perdido batalha de Rancagua. Em homenagem a esse acontecimento, um dos vinhos da Santa Rita chama-se 120. Outro fato importante que ocorreu  nos seus vinhedos e contribui para a importância da vinícola, foi que ali, na década de 1990, a uva Carmenére foi redescoberta, após ter sido considerada extinta nos vinhedos franceses devido a um  grande infestação de filoxera ( espécie de pulgão que ataca as parreiras).  Atualmente, o Chile é famoso por produzir o melhor Carmenére do mundo.

Veja também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.