De Sydney até Gold Coast – caindo na estrada da terra do Canguru!

por

São 763 km de estrada de Sydney até Byron Bay, pela Pacific Hwy/A1, a viagem é muito cansativa mas vale muito a pena viajar durante o dia porque a estrada passa por várias cidades super fofas que vale até a pena parar pra tirar umas fotos, além de reservas ecológicas, museus aborígenes e abrigos de coalas. Acabamos não conseguindo usar relocation campervan porque Janeiro é alta temporada e estava muito difícil conseguir reservar, então alugamos um carro e já com seguro incluído e segundo motorista saiu em torno de 35 dólares por dia no total, o que não é um preço ruim considerando que normalmente no mínimo duas pessoas embarcam numa road trip, dividindo fica um preço legal pra cada um.

Eu e meu amigo em Sydney antes de cair na estrada - na numa vibe super animada!
Eu e meu amigo em Sydney antes de cair na estrada – na numa vibe super animada!

Primeiro dia:

Paramos na cidade chamada Coffs Harbour, onde tem uma ponte que seria uma réplica da Harbour Bridge de Sydney na rodovia, super fofa. Ao avistar essa ponte, jogamos o carro pra direita e adentramos a cidade.

PUBLICIDADE:
A belíssima Coffs Harbour

A Praia em Coffs Harbour

A surpresa foi encontrar essa praia lindíssima da foto – no nosso caso como viajamos na madrugada, pegamos o nascer do sol que foi um presente!!! Lindo demais!

Nascer do sol na Coffs Harbours
Nascer do sol na Coffs Harbours

E ainda fizemos o coastal walk (todas as trilhas que margeiam a praia na Austrália eles chamam assim) que tem lá até o outro lado, uma outra Praia linda a apenas uns 15 minutos.

Já no coastal walk pra explorar o outro lado, essa é a vista do local onde a gente chegou e estacionou o carro
A praia do outro lado

Uma outra cidade que dá pra parar caso não estejam com pressa é o Port Macquarie, onde somente paramos na estrada pra tomar um café mas me parece que tem algumas coisas interessantes pra conhecer como reserva de Coalas, por exemplo. A gente tava com cronograma apertado, daí seguimos viagem até chegar em Byron Bay.

Primeira vista da Praia principal de Byron Bay

Conhecemos a Praia principal e assistimos esse pôr do sol maravilhoso.

Pôr do sol na praia de Byron
Pôr do sol na praia de Byron

Segundo dia:

Como não contemplar Byron Bay?

Byron Bay é super fácil de explorar: Tem a Main Beach, mais próxima do centro, e seguindo em direção ao farol tem a praia The Pass, point dos surfistas.

Byron bay - O point dos surfistas
Byron bay – O point dos surfistas

A partir dessa praia tem um coastal walk (olha ele aí de novo rsrs) super adaptado pra caminhar, ou correr, em direção ao farol de Byron, caminhada de umas meia hora dependendo do ritmo e da quantidade de vezes que se para pra tirar fotos ou apreciar a bela vista.

O Farol

 

De acordo com os locais leva cerca de uns 40 minutos a pé mas a gente acabou desistindo de concluir a trilha no primeiro dia porque demoraria mais do que a gente estava planejando, já que não parávamos de filmar e tirar foto pelo caminho e estava quase na hora da jantinha no hostel (free meal).

Por isso que não deu tempo de chegar no Farol, a gente não parava de fazer fotos e vídeos pelo caminho

Acho até justo que se demore bem mais… Que paraíso, que paisagem! Achamos um coala pendurado na árvore logo no início do coastal!

A noite fomos ver os shows de pirotecnia que tem na praia. A galera faz uma roda e ficam os locais dando um show enquanto um grupo toca uns instrumentos de percussão. Muito legal a vibe. Ainda tem uns artistas de rua com violão e tals.

Terceiro dia:

No terceiro dia da road trip: Fiquei rindo à toa quando cheguei nesse paraíso chamado King Park Beach. Que praia, que visual!

King Park Beach

Fica dentro da Broken Head Nature Reserve, a uns 8km de Byron Bay, fomos de carro então foi bem rapidinho. Essa praia é legal porque é mais escondida e bem mais bonita do que a praia principal da Reserva, e a trilha pra chegar nela foi super tranquila e rápida, sem fortes emoções.

King Park Beach
King Park Beach

Resolvemos ir assistir o pôr do sol no farol de Byron… Bem , o chamado Byron Bay Lighthouse merece destaque!

O lugar é muito lindo e tem vista pra todos os lados, localizado entre duas praias de Byron sendo uma delas a praia principal. Tem acesso a pé e também de carro.

Uma das praias vistas do Farol

A trilha pra chegar não é complicada, aliás é um coastal walk de respeito, com uma vista de perder o fôlego, o tal que eu mencionei antes, que a gente desistiu no meio do caminho no dia anterior. Resolvemos fazer de carro e acho que vale a pena ir no horário do pôr do sol que foi um espetáculo à parte.

Quarto dia da road trip:

Chegamos no estado de Queensland – Saindo de Byron Bay em direção a Gold Coast resolvemos parar na Coolangatta Beach, 68 km de distância, cerca de 50 minutos de carro, e já é pertinho de Gold Coast ( 29 km apenas, uns 30 minutinhos). Mas erramos de Praia e acabamos caindo na Kirra beach que fica ao lado da Coolangatta. Mas sabe quando você acerta errando? Sempre é a melhor parte da viagem quando a gente descobre algo que a gente nem tava esperando.

Kirra Beach

A Praia é linda e tem uma vibe incrível, rolando um surf music ao vivo no final de tarde de domingo, e ainda achamos uma cantina com comidinha caseira super barata na frente da praia, valeu demais!!

Quinto dia da Road Trip:

Surfers Paradise – o lugar mais famoso da Gold Coast. Nos hospedamos no hostel Backpackers in Paradise assim que chegamos da Kirra Beach. Parece que por lá as coisas são mais baratas do que em Byron Bay, pelo menos o hostel foi – 31 dólares a diária (mas tinham outras opções de até 29 dólares), já em Byron foi 40 dólares a diária sendo a mais barata que achamos no hostel Aquarius. No dia seguinte saímos pra conhecer as ruas mais movimentadas e a praia principal, que é bem movimentada, mas nada de especial, o calçadão é uma gracinha, com churrasqueiras públicas e bem arborizada. Tenho que confessar que a cidade em si me encantou, prédios bem bonitos e modernos, ruas largas, muito verde, muitos rios e lagos, tem tram também (igual em Melbourne) e a cidade tem muita balada todos os dias da semana. Super meu estilo essa cidade! A ideia inicial era ficar 2 dias por aqui… será?

Surfers Paradise! O point Mais famoso
Surfers Paradise! O point Mais famoso

Temos que falar sobre o Q1 Skypoint Observation Deck!

Parada obrigatória em Surfers Paradise, o prédio é o quinto maior do mundo. Com seus 322 metros de altura, tem uma vista privilegiada da cidade em 360 graus. A entrada custa 25 dólares, e pra quem vai pela manhã vale a pena comprar o ticket + café da manhã por 32 dólares. Existe também a possibilidade de fazer escalada, mas o preço chega em torno de 80 a 100 dólares dependendo do dia e horário. Eu curti

Vista do alto do skydeck
Vista do alto do skydeck

Já era minha segunda noite em Gold Coast e resolvi fazer o pub crawl do hostel – foi bom demais! Foi barato (não lembro preço, 5 dólares quase certeza), nós ganhamos um drink no bar do hostel e outro quando chegamos na balada. Todos saem às 22h em direção ao bar. Parece que toda noite tem Pub Crawl, é uma tradição em Gold Coast e cada noite é em uma casa noturna diferente. Nesse dia que fui acho que era segunda feira, foi no Sin City Night Club Foi muito legal! E os drinks saem mais baratos porque temos o carimbo do Pub Crawl estampado e a gente recebe um ticket também. Vale a pena também pela interação com a galera do hostel e de outros hostels também, porque vários hostels oferecem Pub Crawl.

Sexto dia da road trip:

Nem só de praia se vive na Austrália! Resolvemos seguir a dica de um Aussie (pessoas nascidas na Austrália) de Queensland e fomos explorar o interior, só pra variar. Mount Tamborine é o nome da cidade e ficamos surpresos com tanta fofura, a cidade parecia cenário da chapeuzinho vermelho, fofura master.

Essa bandeira é o símbolo dos aborígenes, povos nativos da Austrália. E tem em todo lugar, já vi em alguns prédios históricos de Melbourne e Sydney também

O comércio todo enfeitadinho com espantalhos estilizados, bonequinhos de madeira. Pena que não tivemos tempo de explorar com calma e fizemos somente um bate e volta. São 50 minutos de carro de Surfers Paradise. E nosso foco foi o Thunderbird Park pra tomar banho de cachoeira e a ideia era ir ao mirante mas chegamos um pouco tarde, já estava fechado, e ficamos só com a cachoeira mesmo! Super valeu!

Sétimo dia da road trip:

Tallebudgera
Tallebudgera

O Tallebudgera foi o grande achado! Essa praia fica ao lado da famosa Burleigh Head Beach (que também vale a parada pra banho e apreciação), depois da ponte já é possível avistar esse lugar que na verdade é um riacho.

Burleigh Heads Beach
Burleigh Heads Beach

Nadamos até o outro lado pra ter acesso às outras duas prainhas e é sensacional: aquela água super clara e calma, dá pra observar grandes cardumes, não é muito tumultuado. Curtimos numa boa. Foi a nossa preferida de toda a trip! Com uma Go Pro então! Vai ser sucesso no Instagram.

Oitavo dia: dia de partir!

Ainda tivemos a oportunidade de conhecer um parque ecológico em outro bairro de Gold Coast. Mais afastado de Surfers Paradise. Vou confessar aqui que na verdade não foi intencional, erramos o caminho de ir embora e acabamos passando por ali, tinha uma plaquinha de aviso de Coalas na pista, opa! Vamos descer né, vai que aparece um coala pra fazer nossa alegria, né?! Mas não apareceu não, parece que eles têm hábitos noturnos, durante o dia ficam escondidinhos. Mas tá bom porque o parque era lindinho, tinha um riozinho e era bem arborizado, lá fui eu tirar altas fotos antes de partir!

Não achamos o coala mas valeu a parada no parque, né?
Aqui tem um resumo no mapa dos locais que paramos
Aqui tem um resumo no mapa dos locais que paramos

Você pode acompanhar as trips da Vanessa nas seguintes rede sociais:

Instagram: @tripbyvan

Facebook: Tripbyvan

Veja também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.