Caldas, MG: Natureza e sossego a poucas horas de São Paulo, sem gastar muito.

por

Aos 204 anos Caldas é uma típica cidade do interior mineiro. Com pouco mais de 13.500 habitantes (censo IBGE/2010) a pacata cidade é um recanto perfeito para aqueles que buscam descanso e para os amantes da natureza. Com o clima típico de montanha as temperaturas podem chegar próximas de 0°C no inverno. Perfeito para degustar os vinho e queijos produzidos na região. Caldas é 4ª maior produtora de uvas do Estado.


A natureza exuberante é perfeita para os amantes de aventura. Cachoeiras, montanhas, trilhas, grutas e muitas paisagens fazem a alegria daqueles que gostam do eco turismo e esportes verticais. De passeios a cavalo até rapel em paredões, existem opções para todos os gostos. E para aqueles que procuram descanso e sossego as pousadas oferecem lareiras e paisagens incríveis. Pela janela de cada quarto um cartão postal. A qualquer hora do dia ou da noite é possível passear pelas praças. Longe dos grandes centros a tranquilidade e a paz fazem parte do cotidiano desta pequena cidade mineira.

PUBLICIDADE:

Pontos Turísticos de Caldas

No centro de Caldas a Praça Melo Viana é um ponto de encontro. Local para passear apreciando o belo jardim, fazer compras, refeições ou simplesmente “prosear” com o bom e receptivo povo Caldense.


Emoldurada pelo belo jardim da praça central está a Igreja Matriz Nossa Senhora do Patrocínio. Foi construída por volta de 1812, data do registro do primeiro batismo.

Igreja Matriz
Igreja Matriz

Embora tenha perdido seu aspecto original a Igreja Matriz tem uma decoração impressionante. Lindos vitrais cercam quadros, esculturas, lustres, pinturas , história e muita fé.

Quadro “Anunciação à Virgem Maria”
Quadro “Anunciação à Virgem Maria”

A obra do sueco Frederico Westein está exposta ao lado da porta principal da Matriz. O artista estudou e lecionou em Konstekademien, academia de belas artes. Foi trazida para Caldas em 1840 e posteriormente doada para Igreja Matriz.
De frente para Igreja Matriz, uns 500 metros após os jardins, está a Igreja do Rosário. Uma construção mais simples e decoração bem mais rústica do que a Matriz, mas não tiram sua beleza. Fica aberta somente aos fins de semana e horários de missas.

Igreja do Rosário
Igreja do Rosário

O principal cartão postal de Caldas é a Pedra do Coração. A formação rochosa fica no alto da montanha e sua forma de coração pode ser vista de toda cidade. No local foi construída a Capela de Santa Bárbara que representa o catolicismo local.

Pedra do coração
Pedra do coração

Para chegar até a capela é preciso pegar uma estrada de chão, no morro do coqueirinho, próximo à praça central. É possível subir uma parte de carro, mas o último trecho precisa ser feito andando. No caminho existem algumas ruínas de construções do fim do século XIX.


Do alto é possível apreciar Caldas e uma imensidão de montanhas e florestas. Para os aventureiros existem quatro vias de escalada e as condições para voo são excelentes.
Na metade do caminho para Pocinhos do Rio Verde, balneário de Caldas, encontra-se o acesso às cachoeiras. Por uma estrada de chão, a poucos metros da avenida já é possível ver o Areião. Local de águas calmas ideal para banho e tomar sol.  Um pouco a cima do Areião está a Cachoeira do Bacião. Como o nome sugere forma-se uma grande bacia aos pés da cachoeira. É muito frequentado por turistas por proporcionar um ótimo banho. Nunca esqueça que em regiões montanhosas podem ocorrer as “trombas d’água”. Esteja sempre atento.

Quem se aventurar por mais uns 300 metros de trilha acima do Bacião irá encontrar mais uma bela série de quedas da água. Um lugarzinho para simplesmente contemplar a natureza.

Pocinho do Rio Verde

Pocinho do Rio Verde
Pocinho do Rio Verde

A estância hidromineral Pocinhos do Rio Verde é um balneário do município de Caldas. É a “pérola” do Sul de Minas Gerais! Cachoeiras, comida típica, tradição, doces, aventuras e tratamentos medicinais com águas sulfurosas são algumas das atrações de Pocinhos, uma localidade muito pequena, com alguns hotéis, restaurantes e outros atrativos. Em algumas datas, como na festa do biscoito, é importante fazer reservas com antecedência. Uma alternativa é hospedar-se em Poços de Caldas, cerca de 35 km de distância.

Balneário Dr.Reynaldo de Oliveira Pimenta

Balneário Dr.Reynaldo de Oliveira Pimenta
Balneário Dr.Reynaldo de Oliveira Pimenta

Recém reinaugurado o balneário conta com uma excelente estrutura. Recebeu um investimento de cerca de 3 milhões em obras de revitalização. Muito limpo e higienizado oferece banhos com águas sulfurosas, massagens e tratamentos com águas medicinais.O balneário funciona de quinta a domingo e nos feriados. O horário de atendimento é das 9h às 17h (fecha no almoço).

No parque existem três fontes com características distintas:

Fonte Rio Verde

Fonte Rio Verde
Fonte Rio Verde

Sua água é radioativa, alcalina, cicatrizante e sedativa. É indicada para cólicas, amebíase, giardíase intestinal, colite de origem digestiva. E é recomendável para intestino preso (prisão de ventre).

Fonte São José

Fonte São José
Fonte São José

Água radioativa sai da fonte a 23° C. Está água não deve ser ingerida. Ela é recomendada para dermatoses e lesões cutâneas. Somente para uso tópico.

Fonte Samaritana

Fonte Samaritana

Nesta fonte a água radioativa sai a 26° C. Ela é alcalina, sulfurosa e cicatrizante. Indicada para tratamento de diarreia por amebiose e giardiose intestinal. Recomendada para intestino solto.

Festa do Biscoito

Festa do Biscoito
Festa do Biscoito

Em 1989 aconteceu a primeira festa do Biscoito com fornos a lenha em Pocinhos. A receita de família vem sendo passada por gerações seguindo as tradições. O biscoito de polvilho é preparado em grandes fornos a lenha.  Dentre as inúmeras receitas o sanduíche de biscoitão com pernil é imperdível. O tradicional pernil mineiro recheando um enorme biscoito de polvilho. E guarde lugar para sobremesa, pois doce em minas não pode faltar.  A festa ocorre nos finais de semana do mês de junho.

Morro do Galo

A 500 metros do balneário de Pocinhos está o Morro do Galo. O acesso é por uma estradinha de chão que leva quase até o topo. No fim uma pequena caminhada por escadas termina de frente para a Capela Stª Terezinha no alto do morro.

Morro do Galo
Morro do Galo

A capela foi de Santa Terezinha foi construída por um visitante que se curou com as águas do balneário. Local perfeito para apreciar o belo por do sol das montanhas. Nos fundos da capela é possível ver o Pico da Pedra Branca.

Cascata Antônio Monteiro

Cascata Antônio Monteiro
Cascata Antônio Monteiro

Está cachoeira é muito próxima do centro da cidade, cerca de 3 km e está na beira da estrada. É uma queda linda perfeita para se banhar em dias quentes. Após a queda principal forma-se uma piscina natural. Ao longo do rio existem alguns quiosques e pequenas quedas d’ água.

Cachoeira dos Duendes

Cachoeira dos Duendes
Cachoeira dos Duendes

Está “cachu” fica um pouco mais longe, cerca de 8 km depois da Antônio Monteiro. Também está na beira da estrada, basta atravessar um pequeno rio “escondido” no mato. A cachoeira fica alguns metros para baixo do rio. Do local é possível ver a pedra branca e a tranquilidade é total.

Pedra Branca

Pedra Branca
Pedra Branca

Uma das principais atrações da cidade está no ponto mais alto da Serra da Pedra Branca. É o lugar perfeito para acampamentos e atividades verticais. Em seus quase 1.800 metros de altitude a fauna e a flora se misturam com uma paisagem de tirar o fôlego.  O local é de extrema importância para toda região. Devido a estrutura e forma das rochas elas acumulam água no período das chuvas. Na estação seca essa água alimenta os rios e lençóis freáticos garantindo o abastecimento de várias cidades.  Para chegar até o pico da Pedra Branca é necessário andar aproximadamente por 15 km até a porteira de uma fazenda. A partir daí começa a caminhada, que dura entre 2 a 3 horas. Um pouco antes do cume existe uma área abrigada para acampar. Deste ponto é possível apreciar o nascer do sol e da lua com uma vista incrível Devido a atos de vandalismo os administradores da fazenda fecharam a via de acesso ao pico da Pedra Branca. Para conhecer o local é necessário uma autorização. É triste saber que a falta de consciência obriga esse tipo de situação. Parabéns aos proprietários da fazenda que zelam pela biodiversidade do pico da Pedra Branca.
Em Caldas, Pocinhos do Rio Verde e Região existem inúmeras outras atrações que você deve conhecer. De fácil acesso e próxima a grandes centros a cidade é uma opção barata e segura para curtir com os amigos e a família.  A partir da rodovia Fernão Dias, ao chegar em Pouso Alegre segue cerca de 60 km sentido Poços de Caldas. Quem preferir ir para Poços de Caldas por Campinas tem mais 35 km para chegar em Caldas

Veja também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.