Helicoptero

A beleza dos cânions do Xingó vista de helicóptero

Leonardo Vasconcelos por

*Essa matéria é uma continuação de outra duas matérias: “Um mergulho nos Cânions do Velho Chico” e “Rota do Cangaço : trilha dos últimos passos de Lampião

Os Cânions do Xingó são imponentes demais para serem admirados só de um ângulo. Por isso, logo depois do fim do passeio de Catamarã, os turistas têm a chance de conhecer melhor a região de um outro ponto de vista: o de cima. No mesmo complexo do Restaurante Karrancas de onde partem as embarcações fica um heliponto que oferece passeios de helicópteros. De várias durações e para vários bolsos.

PUBLICIDADE:
Os Cânions do Xingó vistos de cima, Foto: @viajareumprazer
Os Cânions do Xingó vistos de cima, Foto: @viajareumprazer

O mais em conta, chamado de Rota Bronze, custa apenas R$ 150 e em quatro minutos sobrevoa o lago da barragem e a usina de Xingó. O voo da Rota Prata dura oito minutos e passa também pela parte histórica da cidade de Piranhas com o valor de R$ 250. Já quem escolhe a Rota Ouro tem 18 minutos de voo e vai, além do lago e da usina, até os cânions por R$ 500. Os preços são por pessoa e podem ser divididos em até três vezes nos cartões. Na prática, pela experiência e visual, todos valem a pena, até mesmo o mais rápido e barato.

O comandante Eduardo Pessoa explica que a ideia é oferecer uma experiência completa ao visitante. “Aqui nos cânions do Xingó a imersão é completa porque primeiro o turista tem que curtir o rio navegando e depois sobrevoando. Lá em cima os turistas se dão conta que esse pedacinho do Nordeste tem muitos encantos que não imaginavam”, explicou Eduardo.

O comandante Eduardo Pessoa, Foto: @viajareumprazer
O comandante Eduardo Pessoa, Foto: @viajareumprazer

O serviço de táxi aéreo é oferecido desde 2015, das 9h às 17h. Na alta temporada são feitos mais de 20 voos por dia. A aeronave é da fabricante Americana Robson, modelo R44, com capacidade para 4 pessoas (um piloto e e três passageiros). O passeio foi feito junto com um casal de cariocas que moram no Recife. Eles trabalham como controladores de voo e tem perfil sobre viagens no Instagram (@viajareumprazer).

Vista do Helicóptero
Vista do Helicóptero

“Apesar de trabalhar com aviação, nunca havíamos tido essa experiência em helicóptero e foi uma delícia. De arrepiar mesmo. Ainda mais por ser sobre o Velho Chico chega a emocionar”, afirmou Amanda Ferreira. Sensação também destacada pelo marido. “Conhecer os cânions já é maravilhoso no primeiro contato e depois ter a chance de ver tudo isso de cima é majestoso. A beleza do lugar é gigante sob qualquer ângulo. Eu gostei muito e repetiria”, afirmou Rodrigo Ferreira.

*Acompanhe o @blogmochileo também pelo Instagram, Twitter, Facebook e Youtube.

Veja também

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.